Tradutor

Traduza Agora o Blog Game Over S.S para lê-lo com mais comodidade!
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Review - Resident Evil 6

RE é minha série favorita e eu não escondo isso de ninguém, então com isso é claro que eu estava MUITO animado para o lançamento do sexto título da série principal - Que não chega a decepcionar, mas não era tudo aquilo que prometia.

Por onde podemos começar? Ah sim, pela história, afinal eu sempre começo pela história.
Quem conhece a série sabe que os games normalmente apresentam uma história envolvente e bem bolada, com RE6 isso não é diferente.Basicamente o que acontece é um ataque bioterrorista contra o Presidente dos Estados Unidos, em uma Universidade aonde ele faria um discurso revelando para o mundo a verdade sobre Raccoon City - Aparentemente alguém não quer que essa informação seja revelada e manda a cidade inteira de Tall Oaks para o inferno com um ataque outro ataque zumbi (Um gênio não?). Leon S. Kennedy, o protagonista de Resident Evil 2 e 4 é amigo do Presidente e está na cidade quando esse ataque ocorre, além disso uma mulher que seria a guarda-costas do Presidente diz que é culpada por tudo - Agora Leon deve confiar em Helena Harper (Essa mulher) para descobrir o que realmente houve na cidade, e é claro, sobrevivendo a esse pesadelo.
Mas essa não é a única campanha, Resident Evil 6 possui 4 campanhas e as outras podem ser resumidas no seguinte: Há uma guerra na Edonia, um país do Leste Europeu, lá vive Jake Muller, um misterioso mercenário que certo dia foi encontrado por Sherry Birkin (Sim, aquela menininha de Resident Evil 2) e agora sabe que tem um sangue que contém a cura para o C-Virus, que está causando estragos por toda parte, inclusive na Edonia - Enquanto que quase ao mesmo tempo, a BSAA é enviada para conter essa guerra, e é claro, Chris Redfield está nesse grupo, que encontra uma mulher misteriosa, que se apresenta como Ada Wong...
Ao longo dessa história você descobre cada vez mais detalhes, e vai se interessando por ela, e pelo menos eu, não parei até ter acabado toda ela.Mas mesmo com 4 Campanhas MUITOS detalhes ficam faltando, alguns podem ser descobertos através dos files, que dessa vez são desbloqueados depois de destruir certos medalhões ao longo da campanha (Pra mim isso foi mancada da Capcom, custava deixar eles no meio do jogo?). - Basicamente é uma história comprida e interessante, mas que mais se parece com um Spin-Off (Falarei disso mais tarde)

Como eu disse, o jogo tem quatro campanhas, e analisar todas elas juntas é quase impossível, por isso vou falar um pouco da jogabilidade e da evolução de cada uma.
Leon:Posso afirmar com certeza que essa é a melhor campanha - Com muitos zumbis e corredores estreitos, a campanha de Leon traz um pouco dos jogos antigos, mas é claro misturado com o que a série tem de novo. A jogabilidade de Leon é fácil, ele possui uma pistola de inicio, que pode ser usada nas duas mãos, algo bem legal mas não recomendado porque em RE6 as balas e a vida voltaram a ser escassas! Não pense que você vai poder desperdiçar bala, é tudo muito bem calculado e os itens de vida são mais escassos ainda, o que vai fazer você morrer diversas vezes durante a campanha.
Sobre a evolução podemos dizer que esse é o melhor, os zumbis começam bobões no inicio mas depois surgem outras formas, como zumbis pelados, cachorros zumbis, Blooshots - que são zumbis que pulam e irritam pra caralho e outros monstros como um zumbi que grita que eu chamo carinhosamente de "gritão" e também um gordão.
A história dessa campanha também é muito boa e eu recomendo muito ela.

Chris:Eu certamente esperava mais da campanha do Chris, só que ela falha em vários aspectos, apesar de faltar bastante balas e os itens de cura também serem escassos, algumas coisas tiram a graça da campanha de Chris: A jogabilidade fica muito parecida com um cover-shooter e nem há a mesma vontade de jogar como em RE5, fora isso os inimigos dessa campanha - Os Ja'vos são iguais em todos os capítulos , com pouquíssimas diferenças. Pra mim essa campanha se salva pelo grande enredo que trás, que é muito interessante.

Jake:Eu classificaria essa campanha como aventura, e apesar de ser o futuro da franquia, ela ainda falha bastante - Em questão de inimigos é igual a do Chris, com Ja'vos sem graça e sem grande variedade. O que chama atenção aqui é o monstro Ustanak, que seria o novo Nemesis, perseguindo Jake - mas ele não chega a chatear tanto quanto o antigo inimigo e é interessante, mas não passa disso.
Jake Muller é filho de Albert Wesker, mas essa relação é pouco tocada no enredo e fica muito vaga, deixando a imaginar que mais explicações sobre essa ligação aconteçam no futuro.

Ada:A campanha de Ada mistura stealth, ação e puzzles - Algo bem legal, fora isso ela é a unica que enfrenta Ja'vos e zumbis na mesma campanha. Seu enredo é interessante e trás boas respostas.

Como a jogabilidade muda com cada personagens eu posso dizer resumidamente que a nova câmera é legal e não me atrapalhou nada como aconteceu com outros reviewers. A quantidade de QTEs não é nada exagerada apesar de alguns serem mal programados e acontecerem de rapidamente e começarem do nada.
Contudo minha maior crítica seria a alguns momentos aonde a câmera fixa a alguma cena enquanto você está em combate e não permite que você a controle, isso estraga muito a diversão.
Outra coisa que atrapalha é a linearidade, em alguns momentos temos barreiras invisíveis que nos impedem de explorar o local - Isso nunca havia ocorrido na série e torna RE6 o game mais linear da série até agora.
Um ponto que deve ser lembrado são os veículos, agora Snow mobiles, motos, jatos e helicópteros são controlados em momentos do game, e esses veículos tem uma fácil jogabilidade, o que adiciona pontos ao gameplay.

Os gráficos são instáveis, se por um lado temos protagonistas super detalhados, temos muito NPCs que parecem ter saído do PS2, sem detalhes nenhum, fora isso os cenários contém muitas texturas em baixa definição o que chega a desanimar, aliás sobre os cenários, eles também são instáveis, algumas horas temos cenários gigantes bem detalhados e com certo nível de exploração, e por outro lado temos corredores retos com texturas horríveis.
As sombras são ruins no começo do jogo, elas tem bordas pixeladas e são estranhas, isso faz parecer com que o personagem tenha uma aura em volta dele, e outro problema que aparece é que os personagens refletem a luz, o que os tornar brilhantes e até engraçados.
As expressões faciais melhoraram do RE5 para esse, e outros detalhes legais também foram adicionados, como suor e sujeira.

A trilha sonora está entre uma das melhores da série, misturando ritmos calmos e tensos com musicas eletrônicas e outras batidas mais agitadas. Aqui está o link para algumas das minhas favoritas.
http://www.youtube.com/watch?v=J9NEoOCj73o&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=cxXjlTKCf50&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=Pru737OSsp4&feature=BFa&list=PL3224522D81C9D017
Aliás falando de som, tudo na parte sonora é muito bem feito nesse game, e o resultado e incrível quando você joga com fones de ouvidos.

Em questão de conteúdo extra, RE6 tem o já clássico modo Mercenaries, que ficou muito mais divertido graça a nova jogabilidade, mas que peca pela falta de mapas e de personagens interessantes, se limitando somente a trazer Carlas Radames de diferente dos personagens jogáveis na campanha.
Uma nova adição é o modo agent hunt, que coloca o gamer na pele de uma criatura em uma campanha online de outra pessoa, e seu objetivo é trollar o game dessa outra pessoa, o que é incrivelmente divertido apesar da difícil jogabilidade (Mas se tivesse uma jogabilidade fácil, imagine que ruim seria pra pessoa que ta sendo caçada).
Fora tudo isso existe a RE.net, uma rede social que permite que você libere certos DLCs no game utilizando os pontos que você ganha por cumprir certas especificações, algo que eu achei bem legal.
RE6 também trás alguns dos momentos mais memoráveis da franquia como o encontro entre os protagonistas Leon e Chris, além dos crossovers, momentos aonde até quatro jogadores online, cada dupla em uma campanha, se encontram em alguma parte do game.

Como eu falei anteriormente, o jogo se parece um grande spin-off com trama desconexa do resto da série, com seu próprio inicio, meio e fim.
Minhas considerações finais são de que o jogo é muito divertido, comprido e variado, mas peca nos gráficos , que na minha opinião são inferiores ao de seu antecessor e também algumas vezes a jogabilidade estraga um pouquinho da jogatina. RE6 tem vários problemas, mas as suas características positivas superam seus defeitos. Ele não é o jogo ótimo como os trailers mostravam, mas não deixa de ser um bom jogo com alta dificuldade, que trás certos conceitos antigos a tona - e que na minha opinião, merece nota 8,5

9 comentários:

  1. "nem há a mesma vontade de jogar como em RE5"

    lol,então eu não vou nem passar perto.

    Boa análise, o jogo não é ruim como um jogo de ação, mas tambem não é bom, a câmera muito proxima ao protagonista e a mira relativamente lenta atrapalha muito na jogatina...8,5 é mais do que justo para esse jogo.

    ResponderExcluir
  2. Ótima análise! Esses javos aí deviam ser eliminados da série, eu acho muito idiota -.-

    Devia ter apenas ZUMBIS no jogo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bah, os Majinis e os Ganados são até legais, mas esses Ja'vos...

      Excluir
    2. Ótima análise.
      E lol, também odeio os Ja'vos hoho

      Excluir
  3. Legal a análise Sux,parabéns por falar da história sem revelar nada.

    Esses JAVAS são uma das coisas mais toscas que vi no jogo até agora,que porcaria.
    Mas é muito legal ter zumbis de volta(Resident4Dead não conta),e o tempo foi criativo com a Sherry,if you know what I mean.

    As trilhas sonoras de RE quase nunca são ruins mesmo,e se a Ada ainda estiver gostosa,que se fodam o resto dos gráficos.

    Jogabilidade só eu jogando pra opinar.

    ResponderExcluir
  4. Essa Coisa do RE.Net é uma Arma contra pirateiros! LOL
    Mas e essa Mira? Ta lenta mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá pra arrumar a velocidade nas opções

      Excluir
  5. saiam da frente vadias!eu tenho um T.A.L.O.S!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que sai anunciando isso por ai ? Por acaso quer ver se alguém fica interessado e decide enfiar até arrancar seu talo ? -.-'
      Que coisa mais gay... aposto que nessa foto ai você enfiou esse dedo no seu cu(até o talo) e ficou cheirando.
      PQP, cara problemático....

      Excluir

Related Posts with Thumbnails