Tradutor

Traduza Agora o Blog Game Over S.S para lê-lo com mais comodidade!
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Review - Dragon's Dogma!

Dragon's Dogma
Desenvolvedora: Capcom
Gênero: RPG
Plataformas:PS3/ XBOX 360 - Versão analisada : PS3

Ah Capcom, minha desenvolvedora favorita, uma empresa de muitas marcas, caras e gêneros, uma empresa que pensa em investir em novas franquias, como é o caso de Dragon's Dogma.
Dragon's Dogma é um RPG de ação que mistura elementos ocidentais como criação de personagens, mundo gigantesco e exploração de dungeons, com elementos orientais tais como personagens carismáticos, exploração que se expande ao progresso dos níveis e história "louca". Para uma introdução eu diria que DD é um RPG interessante, longe de ser perfeito, mas um dos melhores da geração.

A história é simples no inicio e tem um progresso lento.Basicamente, é a seguinte: Um dragão atacou a sua vila e comeu seu coração, agora você é o herói destinado a combater o Dragão e trazer paz para Gransys, a terra do jogo.
Mas apesar de simples e de lenta progressão a história se mostra nada clichê e até inovadora em seus momentos finais, se tornando diferente e divertida de tudo que temos na industria.

Eu diria que o grande mérito de Dragon's Dogma são as quests, elas tapam os buracos que a história deixa, pois são divertidas e nunca te levam ao mesmo lugar duas vezes, fora isso existem quests épicas, como a tomada do Shadow Fort, que divertem o jogador.
Sobre as side-quests, eu gosto do modelo que elas seguem, sendo liberadas aos poucos como você progride na quest principal, e sempre trazendo um beneficio diferente para o player, o que o incentiva a fazer todas.
Sobre o tempo de gameplay, ele pode variar de acordo com cada pessoa, eu vi pessoas que terminaram com cerca de 20 horas, mas eu como fã de RPG e grande explorador terminei o game em cerca de 50 horas - Isso falhando em algumas side-quests.

Na jogabilidade temos uma grande variedade, sendo 9 classes (Se não me engano), que variam das básicas até versões "avançadas" dessa e mistura de outras. Com tanta variedade é criada uma jogabilidade bem diferente, aliás mesmo se um amigo seu ter uma classe igual a sua, é provável que os personagens tenham habilidades diferentes, porque é possível usar três habilidades de ataque que mudam como o player desejar.
A exploração do mundo é bem legal e diferente de certos outros títulos que só tentam criar um mundo massivo, DD possui um grande mundo, mas que pode ser explorado totalmente, sem medo de deixar nada para trás, a única coisa que me decepcionou foi o mundo ter só duas cidades... Mas a variedade de locais deixa isso não ficar tão evidente.

Apesar de alguns gamers compararem Dragon's Dogma a Dark Souls em nível de dificuldade, eu particularmente não sofri muito com isso - DD segue o básico de qualquer RPG, devemos upar, ter uma boa party, ter bons equipamentos e é claro, estar com a mochila cheia de itens de cura, fora isso o jogo também tem um sistema de escalada que torna as lutas mais interessantes, ele não funciona tão bem quanto em Shadow of the Colossus, mas é útil depois que se pega o jeito.
O bestiário de DD é algo que merece respeito, afinal ele tem as mais clássicas criaturas mitológicas e também outros inimigos "comuns" como bandidos e zumbis.

Na parte gráfica o game agrada mas não se destaca, são cenários belíssimos, mas já foram superados; Um aspecto que eu gostei bastante foi do movimento da vegetação e da poeira, bem bonitos nesse jogo.
As sombras são boas em lugares abertos, mas em Gran Soren - Capital do jogo, por exemplo elas decepcionam e a cidade parece bem morta a qualquer momento do dia, ainda falando da capital não podemos deixar de falar que apesar dela ser tão grande é decepcionante que a maioria das casas de lá estejam de portas fechadas, o que não incentiva a exploração.
Na parte sonora Dragon's Dogma possui poucas trilhas, mas algumas ficam na cabeça e certamente marcaram o game.

Um grande trunfo de Dragon's Dogma é o sistema de pawns, NPCs que formam a sua party. Você tem um pawn principal que é criado no começo do game e  acompanha você pela aventura inteira, e pode o player alugar até dois outros, que são os pawns de outros gamers, quando isso acontece, os pawns aprendem sobre novas quests, novos inimigos e muitas outras coisas que levam consigo para o seu "dono". É um sistema bem interessante, que realmente te ajuda e não irritante - aliás algumas frases dos pawns grudam na cabeça de tão engraçadas que são.

No final do game Dragon's Dogma apresenta a everfall com mais conteúdo para ser explorado, além disso algumas mudanças ocorrem e há um altíssimo fator replay, já que a próximo aventura será mais fácil devido ao conhecimento adquirido na primeira e também por causa do seu level, que será carregado nesse novo mundo.
Para finalizar eu gostaria de dizer que apesar de não ser o jogo perfeito, eu me diverti MUITO com Dragon's Dogma, e espero que ele realmente vire uma franquia - Apesar de não ser um jogo AAA podemos   dizer que é um dos melhores do ano, e provavelmente um dos melhores da geração

Nota:

Aliás, fiquem ligados, semana que vem sai o review de Resident Evil 6 ;)

Um comentário:

  1. As frases dos pawns ficam na cabeça mesmo, o meu me dava poderes de fogo e só falava disso, "Fire works well", "it hates fire", "goblins hate fire" lol, sem falar nos "They hold the advantage!" e "Armed bandits Arisen!" lol

    A única coisa que eu esperava mais era da escalada mesmo, e uma coisa que me incomodou no jogo foram os gráficos quando fica de noite, o céu fica horrível hoho

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails