Tradutor

Traduza Agora o Blog Game Over S.S para lê-lo com mais comodidade!
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Análise The Elder Scrolls IV: Oblivion

The Elder Scrolls IV: Oblivion
Desenvolvedora: Bestheda Softworks
Plataformas: Pc, Xbox 360 e PS3.
Plataforma analisada: PC.

TES nunca foi uma série muito conhecida fora da comunidade de PC gamers, mas mesmo assim sempre chamou atenção nos reviews e nas vendas, com TES III: Morrowind a série chegou ao seu topo, introduzindo de vez a fórmula, faça o que quiser na hora em que quiser em um RPG que ao mesmo tempo era FPS! Mas TES IV: Oblivion consagrou a série, e mais fez com que muitas pessoas voltassem os olhos para o recente lançamento de TES V: Skyrim, algo que foi muito positivo para a cultura gamer em geral e é claro, para os cofres da Bestheda.

Oblivion tem um "Q" de MMORPGS, primeiro o player deve escolher sua classe, que pode ser variações de humanos, como Imperials, Nords, Betrons e Redguards, ou criaturas diversos como Khajjiits (Gatos antropomórficos), Argonians (Vulgo largartões) e variações de Elfos (Dark Elf, High Elf, etc.), depois pode se customizar a aparencia ao seu gosto, e outras escolhas vem mais a frente, depois de passado algum tempo descobrimos que podemos roubar qualquer item, e também dos corpos mortos, mas com regras, afinais roubar não é legal para todos, e também vemos um enorme mundo que parece não ter fim, totalmente exploravel a QUALQUER momento! Há também as classes, e uma constelação que te dará boots... e também é possível entrar em guilds, mas não só uma, pode ser TODAS ao mesmo tempo o|

A jogabilidade é básica como todo RPG, só que com um sistema de leveis totalmente diferente do que estamos acostumados, eu por exemplo, zerei a campanha principal no level 5! Sem nenhuma dificuldade, mas o que chama na série TES é que mesmo sendo RPG a visão é em primeira pessoa e isso gera alguns combates mais dinâmicos e estratégicos, em Oblivion também foi implementado uma visão em terceira pessoa, para que gente como eu, que prefere andar vendo o seu personagem, o que eu digo que é muito útil.
Existem diversas magias, armas e armaduras, diversas mesmo, e vários NPCs, totalmente diferentes, que até interagem entre si, sem sua interferência!
E nesse mundo existem muitas muitas muitas quests, sendo necessário algo em torno de 300 horas para zerar o game por completo, ou talvez muito mais!

A história é bem interessante mas eu não diria que é o principal... Bem, o Imperador Uriel Semptim VII pressente que um grande mau está para ocorrer, e vê uma pessoa em seus sonhos, a pessoa que salvará Cyrodill e Tamriel da invasão de Oblivion (Depois explico) então ele se dirige a prisão imperial e encontra esse "escolhido", depois de alguns acontecimentos, o Imperador morre e passa o Amulet of the Kings para o herói levar até seu amigo, Jaufrey que sabe da existência de um filho não legitimo do Imperador, Martim, que se encontra na cidade de Kvatch, então é necessário levar o amuleto até Martim, para que ele acenda os Dragonfires e salve o mundo da invasão de Oblivion, mas nem tudo ocorre como o esperado...

Ali em cima eu falei da invasão de Oblivion, que é um dos pontos mais altos da trama, o clã Mithic Dawn planeja abrir portais por toda Cyrodill (A provincia do jogo), para libertar os Daedras e destruírem esse mundo, só que eles não esperavam pelo herói.Devemos entrar no plano do Oblivion, acessar a torre maior e destruir a sigil stone para que o portal seja fechado... É aí que o jogo peca, esses lugares são MUITO chatos e estragam uma experiência incrível... Mas podem ser divertidos no começo.

Os gráficos são belos, mesmo sendo lançado em 2006, dá inveja em muito game novo... A trilha sonora é quase inexistente, mas os efeitos são muito bem feitos e caprichados, passando uma ambientação digna da era medieval, mas ao seu próprio estilo.
Tirando algum erros Oblivion é magnífico, e mesmo sendo meio antigo, é uma ótima opção para quem tem um Pc potente ou consoles da geração atual.

Nota do Sux: 9,0

2 comentários:

  1. Muito bom Sux!!

    Mas agora com o lançamento do Skyrim, só os que querem conhecer a série melhor irão comprar (ou baixar LOL) o Oblivion =/

    ResponderExcluir
  2. Muito legal!

    Eu nunca tinha me interessado por esse jogo, já que essa capa não mostra nada dele lol

    Mas pelo menos o Skyrim eu vou pegar, aí depois talvez eu pegue esse também XD

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails