Tradutor

Traduza Agora o Blog Game Over S.S para lê-lo com mais comodidade!
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Análise - Resident Evil 4

Bem, como prometido, vamos postar algo enfim. Reanalisando esse game ótimo e em outro post separado falo sobre os modos de jogo especiais dele(Mercenaries, Assignment Ada, Separate Ways). Go?!

Ficha: Resident Evil 4

Produtora: Capcom

Ano de Lançamento : 2005

Plataformas: PS2, Wii, Ds, GameCube, PC
Bem, esse é um dos melhores games que já joguei. Quando pensamos em RE, lembramos de terror, zumbis gemendo e correndo pra cima de você, uma música fúnebre e cenários escuros e cheio de sombras. Mas não, no RE4, muitas coisas mudam.
Começarei pela história. Então, lá estava Leon Scott Kennedy, agente do governo do USA, que esteve no desastre de Raccon City, e não tinha boas lembranças. Mas então, Ashley Graham, a filha do presidente, some depois de terminar a faculdade, levada para algum lugar provavelmente na Espanha. Então Leon sai para procurá-la. Chegando num vilarejo vê que os caras são realmente hostis, e seguidores de uma religião sinistra comandado por um cara mais sinistro ainda, chamado Lord Saddler, que mora numa ilha onde ocorrem experiências muito mais sinistro do que você imagina. Então, Leon busca a garota, achando-a presa numa catedral, depois de ser preso, e ter a plaga( um verme que traz uma doença para quem o porta, o cara fica hostil, estranho, parecendo que fumou um pouco) colocada nele mesmo.
Na tentativa de fugir da vila, ele entra em um castelo, recebendo uma recepção ótima de Ramon Salazar, um baixinho atentado. Ele e seus amigos, que possuem uma plaga bem mais desenvolvida, tentam a todo custo matar Leon, que no fim acaba fugindo para a ilha, depois de matar Salazar, com a carona de Ada, uma mulher muito (bonita) e estranha. Lá, ele vê as coisas sinistras, como monstros que regeneram as partes do corpo, muito malucos. Bem, no fim, Ele encontra Krauser, um cara que estve em Raccon City, e acaba matando ele( que por sinal também tinha uma plaga muito bem desenvolvida), e depois de muito custo, mata Saddler. No fim do game, Leon e Ashley(ah, sim! Ela é capturada 3 vezes, depois que o Leon salva ela, e alguém rapta ela de novo ¬¬) fogem da ilha num Jet Ski, e vivem felizes para sempre(O.o mentira, a Ashley leva um fora do Leon, que até dá pra pensar que ele é gay...).
Anyway, assim acaba o game, mas depois ainda há os games bônus(próximo post falo deles). Bem, agora chegou a análise.
É, os gráficos são muito bons, não deixam a desejar. Os sons e efeitos gráficos são bons, as músicas, são meio apagadas, dando um clima de terror, e mudam de vez em quando, como por exemplo, quando você tem um certo tempo para fazer algo.
Os Bosses não deixam a desejar: são vários. El gigante, as Belas Sisters(de bela não tem nada!), Dr. Salvador(Aquele da motoserra assassina),O mostro do Lago(Ness), um bixo muito estranho da ilha, não sei o nome, e o Big Chesse!, o cara da vila.
Pra pensar bastante, há alguns desafios, como para abrir a cela da Ashley, o desafio das Luzes, a Pedra que rola em cima de você, muito ruim de desviar, o quebra-cabeça da Ashley, entre outros. Ah, mas não faltam partes de ação, a parte do Helicóptero... muito irado! Os zumbis caindo enquanto você corre e corre.
Para matar zumbis, além da faca(carai, a faca no RE3 não adianta nada... mas aqui mudou um pouco serve pra algo), e de golpes legais que ele usa, incluindo chutes e um suplex irado que depaquita(Senhor, é decapita... TANTO FAZ SEU CRETINO!) os inimigos. Mas claro, Leon não é o mestre de artes marciais, então, usa armas. Tem pistolas(5 Tipos, Handgun, Punisher, Blacktail, Red 9 e Matilda, e 3 Magnuns, Killer 7 e Broken Butterfly, e HandCannon a mais forte, 99.9 de firepower), Shotguns( a convencional, a mais equipada e a Strycker, que pode carregar até 100 tiros em um pente!), Rifles(O semi automático e o básico, que é ,mais forte) uma sub metralhadora, um lança mísseis, contando também com granadas. A arma especial mais legal é a Plaga Removal Laser, que atira um raio que desintegra a plaga, matando os infectados. Outra espcila é a Matilda, com 100 balas no pente e atira de 3 em 3, e a Chicago Tipewriter, uma metralhadora muito apelona, 30 de FP por tiro e munição infinita.
Cada arma, pode ser melhorada, no Merchant, que também vende e compra itens. Cada uma tem um especial que, ao ficar no Lv. máximo, pode ser comprado. No caso da Handgun, ela tem mais chance de dar critical Headshot, A strycker, fica com o pente com 100 balas, O rifle fica com 30 de FP e a Broken Butterfly com 50.
Claro, os convencionais sprays de primeiros socorros e as ervas ajudam a recuperar os HP do Leon, e da Ashley também.
Há duas roupas especias, desbloqueadas ao zerar o game, a primeira, Leon fica com a roupa da R.P.D.(uniforme do Botafogo), e a Ashley com um top e uma minissaia, o segundo, Leon de Mafioso com um chapeu muito estranho e Ashley com uma armadura indestrutível.


Vídeos legais não faltam, alguns deles aqui.









Enfim, esse game é incrível. O próximo post, já sabem, bônus games do RE4. Até mais!

C'YA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails