Tradutor

Traduza Agora o Blog Game Over S.S para lê-lo com mais comodidade!
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Análise - Ghost Rider

Bem, vamos com a minha primeira análise do ano. GO??

Ficha: Ghost Rider

Ano de Lançamento: 2007

Produtora: Marvel

Plataforma: Exclusivo Ps2
Bem, esse game é muito bom, mas, acaba sendo um pouco enjoativo depois das primeiras fases, pois começa a ficar monótono, e sempre a mesma coisa.
em um jogo muito semelhante a God of War, você encarna no Motoqueiro Fantasma e começa a matar todos os demônios que aparecem em sua frente. Apesar de não ter zerado o jogo, considero-o um bom game de ação.
Por enquanto, passei por apenas dois cenários, o primeiro no inferno,(literalmente) e depois no velho oeste.
O game se passa em 3ª pessoa, e tem gráficos bem detalhados e bem bons.
Mas, a monotonia não é tanta, pois depois de cada fase, você faz uma espécie de corrida até o próximo local, em cima da monstruosa e legal moto. Dela você também mata os inimigos, mas é mais intrigante do que ficar apertando [] muitas vezes para fazer combos. Em cima dela, é possível atirar ou atacar com a corrente(olha o GOW aí de novo) os outros motoqueiros.
Mas a melhor parte das corridas são os obstáculos, que te obrigam a abaixar ou a pular por cima deles. Os pulos grandes são muito legais, e é engraçado quando você passa por baixo de um obstáculo e atropela uma galera de seres. Mas não dá pra ficar o tempo todo pulando, e também se você errar o obstáculo, você cai da moto e depois reaparece em algum lugar atrás de onde você estava.
Já assisti o filme mas não me lembro direito da história, então não vou contar ela, mas sei que ele fez um pacto com o demônio para salvar seu pai, e sempre a noite, ele vira aquele monstruoso e demoníaco ser. Sendo assim, o jogo se passa todo a noite.

O interessante da luta corpo a corpo são os combos. Quanto mais golpes você der, mais tipos deles usar e não levar nenhum hit(vale rolar ou defender[GOW aí de novo em!?]) você vai ficando cada vez mais forte e provavelmente nada consegue te parar. Só um hit mesmo. Ou o fim da fase. O interessante, é que a cada estágio que o combo avança, você pode escutar uma voz dizendo o nome( seguindo a sequência: Damned, Condemned, Brutal, Avenged, Spirited, Vengeance, depois disso é pra ser o fim) e o fogo da cabeça dele vai mudando de cor, ficando mias azulado.
A cada monstro que você mata, você ganha Souls(Orbs) para dar upagrades(Pô, isso é GOW Versão 2 ou o que??), e deixar seus golpes melhores e mais fortes. Além da corrente, você usa uma Shotgun, que usa um poder especial, que se você juntar ele todo,você libera um poder e pode sugar a vida e as Souls de seu inimigo, aumentando seu combo. Outro ataque especial existe pra aniquilar todos os inimigos à sua volta, todos mesmo, mas não vale se estiver muito longe.
Enfim, bem semelhante a GOW, esse game é legal pra deixar a raiva pra trás e matar todo mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails